DENGUE: SAIBA COMO DENUNCIAR FOCOS DO MOSQUITO AEDES AEGYPTI EM CUBATÃO

Recipientes com acúmulo de água, terrenos com criadouros, piscinas sem manutenção, entre outros casos, podem ser relatados à prefeitura pelo DISQUE DENGUE

A população de Cubatão tem mais um canal para denúncias de focos do mosquito Aedes aegypti. O DISQUE DENGUE, do Centro de Controle de Zoonoses do Departamento de Vigilância à Saúde de Cubatão, em parceria com o Instituto de Saúde e Meio Ambiente (ISAMA), está recebendo ligações pelo número 3361-2166, de segunda à sexta feira, sempre das 8 às 17 horas. 40 denúncias foram realizadas em apenas um semana.

Recipientes com acúmulo de água, terrenos com criadouros, piscinas sem manutenção, entre outros podem ser relatados à administração municipal. As denúncias sobre focos de Aedes aegypti é um mecanismo que contribui ainda mais na luta contra o mosquito. “Toda reclamação recebida entra no cronograma de atividades e é atendida de acordo com a urgência. Se não for algo que exija uma atuação imediata, ela é atendida em sequência de data”, explica a agente ambiental em saúde, Isabel Cristina, responsável pelo recebimento das ligações.

Quando um caso suspeito de dengue é informado pelo Núcleo de Geoprocessamento da Secretaria Municipal de Saúde, uma equipe é enviada para fazer um trabalho de bloqueio de criadouros, que intensifica a ação no local da notificação. No caso de denúncia de terrenos particulares, a Vigilância notifica o proprietário. Se não houver providências, é necessária ação judicial para entrar no local.

As verificações das denúncias são realizadas periodicamente, assim como as ações de casa a casa. Também é realizada a Avaliação da Densidade Larvária (ADL) do mosquito, que avalia a situação do município quanto à infestação do transmissor da Dengue, bem como os recipientes e tipos de criadouros mais frequentes. Os resultados são tabulados por meio do índice de Breteau. Essa amostragem se dá pelo cálculo de números de recipientes onde são encontradas larvas de Aedes aegypti dividido pelo número de imóveis vistoriados e multiplicados por 100.

Confira a reportagem produzida pela TV Tribuna, afiliada Rede Globo, sobre o assunto:

Clique aqui

Agente ambiental em saúde recebe denúncias de focos do mosquito Aedes aegypti e repassa para as equipes responsáveis que verificam as solicitações

Agente ambiental de Vigilância em saúde, Isabel Cristina, recebe denúncias de focos do mosquito Aedes aegypti e repassa para as equipes responsáveis que verificam as solicitações

Reprodução TV Tribuna

Reprodução TV Tribuna

Agentes se deslocam para o local da denúncia (Reprodução TV Tribuna)

Agentes se deslocam para o local da denúncia (Reprodução TV Tribuna)

2 comentários

  1. arnaldo ramos says:

    nao consigo denunciar foco de mosquito da dengue na av conselheiro nebias numero 768

    ta infestado de aedes e nao conseguimos denunciar as autoridades competentes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *