Imprensa

ATENÇÃO! APROVADO PROCESSO SELETIVO - ISAMA SANTO ANDRÉ


O Instituto de Saúde e Meio Ambiente torna pública a relação do aprovado para a vaga de Motorista do município de Santo André/SP.

O aprovado deverá comparecer à Rua Primeiro de Maio nº 157 – sala 54, no dia 07/06/2016, às 10h00, munidos dos seguintes documentos:

CLIQUE AQUI

ATENÇÃO! APROVADOS PROCESSO SELETIVO - ISAMA SANTO ANDRÉ


O Instituto de Saúde e Meio Ambiente torna pública a relação dos aprovados no Processo Seletivo 01/2017 do município de Santo André/SP.

Os aprovados deverão comparecer à Rua Primeiro de Maio nº 157 sala 54, nos dias 30/05/2017 e 31/05/2017, conforme horários abaixo determinados e munidos dos seguintes documentos:

CLIQUE AQUI

VAGAS: PROCESSO SELETIVO PARA ISAMA SANTO ANDRÉ -


O ISAMA – Instituto de Saúde e Meio Ambiente, organização de interesse público, qualificada como OSCIP nos termos da Lei 9.790/99, reconhecido pelo Ministério da Justiça pelo processo MJ n.º 08071.0000256/2005-16, vem pelo presente tornar público que, através do Edital Nº 01/2017, está recrutando profissionais da área de saúde para cumprimento do Termo de Parceria nº. 01 – SS celebrado com o Município de Santo André, Estado de São Paulo.

O Processo Seletivo não segue a disciplina de concursos públicos, contudo é feito em obediência aos princípios da impessoalidade, igualdade e economicidade.

Vagas: 

– CARGO: AGENTE DE VIGILÂNCIA AMBIENTAL EM SAÚDE

– CARGO: MOTORISTA

Acesse:

EDITAL

Ficha Agente Vig Ficha Motorista

Ficha Agente Vig

MOSQUITO: SANTO ANDRÉ PROMOVE AÇÕES DE COMBATE AO AEDES AEGYPTI -


img-20161130-wa0026

Semana Estadual de Mobilização começou no último dia 19 e resultou em 15.007 visitas na Cidade

 

Santo André não quer estar na lista de cidades com epidemia de dengue. Para alertar a população quanto à importância do combate ao mosquito transmissor, a Prefeitura participou da Semana Estadual de Mobilização Contra o Aedes aegypti, em parceria com o Instituto de Saúde e Meio Ambiente (Isama), que ocorreu entre os dias 19 e 25 de novembro, Dia Nacional de Mobilização instituído pelo Governo Federal, conhecido como Dia D.

As autoridades municipais iniciaram a série de ações de prevenção, orientação e combate à doença no sábado (19/11), com atividades no calçadão da Rua Cel. Oliveira Lima, apresentações de maquetes, exposição de larvas vivas de mosquito com ciclo evolutivo, tipos de criadouros e orientações sobre a prevenção e eliminação das larvas. Para entreter as crianças foram realizadas também pinturas faciais e desenhos para colorir. Mais 900 pessoas participaram do evento. Também no sábado, outras seis equipes realizaram mutirões de casa a casa com o apoio dos agentes do Programa Saúde da Família em várias áreas da Cidade.

Entre os dias 21 e 25 de novembro foram realizados os trabalhos de visitas casa a casa, vistorias em imóveis especiais, mutirões em pontos estratégicos e bloqueios. As atividades foram distribuídas por áreas definidas por meio de mapas utilizados pelas equipes de agentes de combate do Departamento de Vigilância a Saúde, totalizando 15.007 visitas.

ÁREA 1

As equipes percorreram o Núcleo Habitacional dos Ciganos, Metalúrgica e Havana nos dias 22 e 23 de novembro. O mutirão foi realizado pelos agentes, com orientações nas residências para evitar a proliferação dos mosquitos. Foi coletada amostra de larva, constatada posteriormente como Aedes, em uma casa da Rua Conceição.

ÁREA 3

Na micro-área 3.1 foi realizado mutirão no dia 19 e visitas casa a casa nos dias 21 e 22 de novembro. Ação de bloqueio foi organizada na 3.9 no dia 23 e contou com apenas remoção mecânica e orientação. Nos 24 e 25 foram realizadas visitas casa a casa, com coleta de larvas (não positivas) em uma piscina. A munícipe foi orientada a esvaziar de imediato.

ÁREA 4

O Núcleo da Chácara Baronesa recebeu ações no dia 23 de novembro. Já o Núcleo Jardim do Estádio foi vistoriado pelas equipes no dia 22.

ÁREA 5

Foi realizado trabalho de casa a casa no Núcleo Santa Cristina, com orientação aos moradores quanto a prevenção ao Aedes, além de trabalho educativo sobre posse responsável devido a quantidade de cães soltos nas ruas. No local não foram coletadas larvas. Também foi constatado que várias caixas d’água novas estavam devidamente vedadas.

ÁREA 6

Os núcleos Toledana e Dominicanos receberam mutirão e visitas casa a casa para orientações de combate ao Aedes.

PONTO ESTRATÉGICO

As equipes visitaram os pontos cadastrados e praças com bromélias na região do Núcleo dos Ciganos e Havana, Vila Metalúrgica e parte da Avenida dos Estados.

nova

Confira as fotos das ações:

dscn1102 dscn1105 dscn1114 dscn1118 dscn1121 dscn1123 dscn1134 dscn1135 dscn1147 dscn1150   img-20161130-wa0028 img-20161130-wa0068 img-20161130-wa0069

MOSQUITO: SEMANA ESTADUAL DE MOBILIZAÇÃO CONTRA O AEDES AEGYPTI COMEÇA NESTE SÁBADO (19) EM SANTO ANDRÉ -


Neste sábado (19) começa a Semana Estadual de Mobilização Contra o Aedes aegypti. Em Santo André, a Prefeitura, em parceria com o Instituto de Saúde e Meio Ambiente (ISAMA), preparou várias ações de combate ao mosquito na Cidade.

Em conjunto com o Departamento de Vigilância à Saúde, a Secretaria de Saúde e a Estratégia de Saúde da Família também vão participar das ações pelos bairros. Os profissionais irão percorrer núcleos de habitações irregulares, imóveis especiais e pontos estratégicos, eliminando criadouros e distribuindo materiais didáticos para orientações em locais com grande público.

No sábado, as equipes darão início à abertura da mobilização com atividades e distribuição de materiais informativos na rua Cel. Oliveira Lima, no Centro, e mutirões de casa a casa em todos os setes territórios de Santo André. De 21 a 25 e novembro, mutirões em núcleos e vistorias em diversos pontos serão realizados.

As equipes do Departamento têm realizado constantemente mutirões em residências a fim de eliminar possíveis criadouros do mosquito. Ao mesmo tempo, são realizadas orientações aos munícipes sobre a importância da prevenção.

A colaboração dos munícipes é importante, pois o risco de epidemia é grande nessa época do ano. Para isso, a população precisa receber os agentes em suas residências nas visitas para verificar se existem foco ou criadouro. As ações só terão resultados positivos se a população também fizer a sua parte.